07/10/2014

Justiça e Salvação

Existem coisas incompreensíveis. Por exemplo, como podemos ser tão pequenos perante o universo e ainda assim perceber que somos importantes? Mera noção de sobrevivência? Penso que não, pois animais irracionais não tem essa noção, apenas vivem sem reflexões metafísicas e vão muito bem com isso.

Saber que somos especiais, em algum sentido último, nos leva a perceber que há alguém que se importa conosco. Precisamos, da forma que fomos criados, saber que alguém se importa conosco. Pode ser a família, os amigos, os irmãos da igreja, mas acima de tudo sabemos que Deus se importa conosco de forma maravilhosa.

Podem até existir pessoas que são ótimas, bons sujeitos, ajudam a todos, fazem tudo certo, mas isso não dá certeza da Salvação. Não podemos ter certeza da Salvação baseados em nossas obras porque nada que façamos paga o preço de uma vida incorruptivel na glória de Deus.

Não adianta “pagar” a Salvação com bondade, pois nossa bondade é sempre limitada. Por mais que neguemos sempre seremos egoístas em algum momento da vida, por isso precisamos de alguém melhor do que nós que nos conduza à Salvação.

Jesus é essa pessoa especial. Sendo Deus tomou forma de servo para morrer na cruz e pagar por nossos pecados com o supremo ato de bondade do próprio Deus a nosso favor.

A crucificação foi uma entrega, Jesus morreu por nós porque ele nos ama imensamente. Ele não precisava de justificação, pois é Santo, mas morreu em nosso lugar para nos resgatar do pecado.
A religião cristã não é uma religião de pessoas perfeitas, mas de pessoas que imitam a Cristo. A imitação nunca é perfeita e você já deve ter notado isso, mas a imitação sempre aponta para a realidade do nosso modelo que é Cristo.

Venha conhecer um pouco mais da Bíblia conosco, venha ler a Bíblia conosco.

A Salvação não tem preço, por isso só Jesus pode pagar algo suficiente, mas é necessário aceitá-lo como Salvador. Nossa missão é ajudá-lo a conhecer mais esse Deus maravilhoso que nos justifica mesmo quando nós ainda somos pecadores.