04/02/2013

Graças a Deus que nos dá a vitória

"Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso SENHOR Jesus Cristo" (1 Coríntios 15.56-57)

Este texto bíblico é muito citado em nossos dias. Citamos para qualquer situação de vitória ou de necessidade de vitória. Muitas vezes citamos de forma ufanista, quase como uma forma mágica para todos os nossos problemas. Não é bem assim. O texto não é generalista, mas refere-se a vitória sobre a morte através de Cristo Jesus. Talvez nosso uso indiscriminado do versículo indique que a vitória sobre a morte não satisfaz nossa cultura secularizada. Afinal, muitos crentes estão secularizando.

Pessoas estão procurando vitória financeira, vitória emocional, vitória disso e daquilo e pouco percebem que a maior vitória do Cristão é a Salvação. Somos vitoriosos porque somos salvos e não porque temos prosperidade.

Talvez eu já tenha usado esse versículo fora do contexto também, afinal, de tanto se repetir as coisas a gente  acaba pegando um cacoete aqui e ali. Por isso é importante ler a Bíblia diariamente, para perceber esses detalhes por nós mesmos.

A igreja de Corinto, a qual Paulo escrevia, era uma igreja carnal. Mais a frente no texto, Paulo declara em sua despedida a esta igreja "Se alguém não ama ao Senhor Jesus Cristo, seja anátema" (1 Coríntio 16.22). É uma afirmação dura para uma despedida que deveria ser cordial. Ao colocar essa condicional, subentende-se que aquela igreja era de fato mais afeita a vitórias do que a Salvação. Podemos perceber isso por outras afirmações de Paulo na carta, como quando repreende o homem que tem intimidades sexuais com a própria madastra, algumas mulheres que falavam demais atrapalhando o culto etc.

Corinto era uma cidade rica e cheia de pecado. A igreja de Corinto era financeiramente vitoriosa mas estava perdendo a batalha da fé para o pecado. O pecado é o aguilhão da morte. Aguilhão é um espeto que toca bois e vacas de forma violenta para seu destino. Talvez existam igrejas como a de Corinto: vitoriosas financeiramente, mas tocadas pelo aquilhão do pecado. Tocadas para a morte, pois não desejam a vitória da Salvação mas a mera vitória material.

É importante que pensemos no que escolhemos para nossa vida. A vitória financeira ou a vitória sobre a morte? Talvez as duas possam andar juntas, mas a vitória sobre a morte tem prioridade pois é esta que Cristo nos prometeu. Vitória financeira, para um verdadeiro crente, é só mais uma bênção entre muitas que Deus nos dá. Vivamos a verdadeira vitória para alcançar a Salvação em Cristo e a Vida Eterna.

Quanto às riquezas, ladrões levam e a ferrugem e o cupim destroem.