17/01/2013

Os anticristos e a afetuosidade

Foto: R Neil Marshman (wikimedia)
Muito me alegro por achar que alguns de teus filhos andam na verdade, assim como temos recebido o mandamento do Pai. E agora, senhora, rogo-te, não como se escrevesse um novo mandamento, mas aquele mesmo que desde o princípio tivemos: que nos amemos uns aos outros.
E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o princípio ouvistes, que andeis nele. Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo. 2 João 1:4-7

Por +Marco Teles

Nesta segunda carta, o apóstolo João trata de amor. O tema lhe é peculiar, mas ele enfatiza que o amor é andar em Cristo. Se não andamos em Jesus Cristo somo apenas afetuosos. É mera manifestação carnal de afeto que pode até conduzir ao pecado e à apostasia. Prova disso é que dizem que certas perversões sexuais são consideradas orientações afetivas.

João deixa bem claro que amor é mais do que afeto. Não que o afeto seja sempre uma aberração, mas o amor é o que torna nossos afetos verdadeiramente espirituais. Sem amor qualquer afeto é vazio. O amor se identifica com o próprio Deus, ao passo que o mero afeto se identifica, para alguns, como impulso animal. Nós não podemos viver como animais, precisamos viver no Espírito de Deus.

Observe que João trata de alguns que enganadores que pervertem o Evangelho. Tais enganadores podem ser até afetuosos, mas neles não existe amor. Amar é andar nos mandamentos de Deus. Isto inclui toda a Escritura Sagrada, sem exceção. Se alguém parece ser muito amoroso, mas não aceita as Escrituras, tome cuidado. Isso é mero afeto carnal e não conduzirá a bom termo.

Podemos deduzir, portanto que o anticristo é afetuoso. Muitos são levados pelo afeto dos anticristos. Os anticristos são mais afetuosos até do que os próprios crentes (às vezes). Mas uma coisa os anticristos não podem oferecer, o amor. O amor verdadeiro consiste em viver a Palavra de Deus e não pode ser reduzido ao afeto carnal.

Repetimos que o afeto é importante, pois Deus nos criou para ser afetuosos. Alertamos apenas que afeto sem amor pela Palavra de Deus é mera carnalidade e caminho para a apostasia. Creia em Jesus e seja amoroso acima de tudo. Um amor que só se encontra na Palavra de Deus e não em teorias anticristãs de autoajuda.

Que o amor seja nossa marca para que andemos diariamente servindo a Deus conforme sua Palavra.

Webgrafia:
Bíblia Sagrada. 2 João. Disponível em http://www.bibliaonline.com.br/acf/2jo/1 acesso em 17/01/2013