29/10/2012

Evangélicos e Prostituição?

Parece que estão na moda os missionários especialistas. Antigamente, um missionário pregava aos pecadores, sem distinção, hoje, tem missionário para esse e para aquele grupo de pessoas. Em alguns casos isso pode até ser necessário, mas a generalização desse tipo de missionário pode ser perniciosa. Um missionário especialista pode acabar se tornando num defensor da classe que evangeliza, isto é, torna-se um representante de classe social e não do Reino de Deus.

Já citei o exemplo da missionária que se recusava a chamar de prostitutos os "profissionais do sexo", isso porque, penso eu, ela se entendia como representante deles num nível mais social do que espiritual. Já existem alguns esquerdistas evangélicos defendendo que façamos algo semelhante. Obviamente este é um ataque aos valores bíblicos e cristãos de moral e ética que regem nossa sociedade. Os esquerdistas desejam que tenhamos uma moral socialista que, segundo eles, seria muito superior à moral judaico cristã, mas isso é só propaganda com interesses politiqueiros e antibíblicos por trás.

Quem poderia se beneficiar de uma possível legalização da prostituição? Com certeza não seriam as prostitutas, nem mesmo a família brasileira. Já pensou na possibilidade de se perguntar para uma criança o que ela quer ser quando crescer e receber como resposta "quero ser prostituta(o)"? É uma aberração de valores.

Se não interessaria nem as prostitutas, que precisam na verdade é de apoio para restaurar suas vidas, e nem interessaria às famílias brasileiras, logicamente interessaria somente aos exploradores da prostituição. Tal exploração já ocorre em larga escala no país que é conhecido como principal destino de turismo sexual, especialmente graças ao carnaval, a festa da carne.

Existem interesses financeiros muitos altos em jogo. Ninguém, dessa possível camarilha, estaria preocupado com a dignidade dos prostituto(a)s, na verdade querem apenas garantir a exploração, ganhar muito dinheiro e transformar nosso país em algo parecido com Sodoma e Gomorra. Se nos preocupamos com a dignidade dessas pessoas devemos resgatá-las da prostituição e não entrega-las à depreciação do corpo de da própria alma.

O problema das prostituta(o)s não é financeiro, ou trabalhista, é espiritual. Ninguém que tenha uma estrutura espiritual sadia se entregaria aos caprichos de outros numa depravação de si mesmo, mesmo que isso fosse legalizado. Portanto, legalizar a prostituição é mais uma ameaça a estrutura social, de caráter esquerdista do anticristo.

Bíblicamente, a figura da apostasia e da depravação espiritual é a prostituição.
"Portanto dize à casa de Israel: Assim diz o Senhor DEUS: Contaminai-vos a vós mesmos a maneira de vossos pais? E vos prostituístes com as suas abominações? " Ezequiel 20:30

Existem muitos outros textos bíblicos que mostram isso, portanto, é inconcebível que um cristão, missionário, pastor, político, qualquer um, levante essa bandeira de apostasia. Mas o que entristece é que muitos cristãos, em nossas igrejas, após ouvir atrocidades desse tipo ainda vão cumprimentar tais apóstatas.

Devemos estar atentos conforme nos alerta a Palavra de Deus:
"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição" 2 Tessalonicenses 2:3

Devemos vigiar para que nossas igrejas não se tornem instrumento da apostasia. Obviamente a apostasia é inevitável, mas esse comportamento não é característica da igreja de Cristo. Apostasia é caracteristica do pensamento revolucionário.

Alguém pode achar engraçada as histórias do desenho animado de Pink e Cérebro, mas muitos cristãos esquerdistas estão agindo como o camundongo Pink que mesmo atrapalhando o Cérebro por serem desastrados incentivam cada vez mais e são cúmplices da operação da apostasia e do erro.

WEBGRAFIA:

SEVERO, Julio. A prostituta e o esquerdista. Disponível em http://juliosevero.blogspot.com.br/2012/10/a-prostituta-e-o-esquerdista.html acesso em 29/10/2012

Info Escola. Turismo Sexual. Disponível em: http://www.infoescola.com/sociedade/turismo-sexual/ acesso em 29/10/2012

Marco Teles
B.el Teologia | Pedagogo
Casado com Lucimar