06/09/2012

Criminalizar quem?

Ao mesmo tempo que alguns políticos pretendem criminalizar a pregação cristã contra o pecado, pretendem descriminalizar o aborto e a pedofilia com a diminuição da idade de consentimento sexual para 12 anos. Dizem que cristãos são ameaça à imoralidade disfarçada de progresso ou de luta libertária. Como diz o Olavo de Carvalho, é uma mentalidade revolucionária. Essa mentalidade revolucionária, depravada e destruidora, precisa desmerecer seu oposto para que suas perversidades prevaleçam. Nós cristãos somos testemunhas de Cristo, os revolucionários, nitianos, são o espelho do anticristo.

É absurdo. A moral judaico cristã criminaliza o mal, o nocivo, a insanidade carnal que desestrutura a sociedade, mas os ímpios desejam o mal e se escondem detrás do politicamente correto. Ser politicamente correto é ser imoral.

E como dizem que este é um assunto de amor, vejamos o que nos diz João, conhecido como "O apóstolo do amor": 

"E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós." 1 João 2:17-19

Concupiscência é o desejo desenfreado em satisfazer os desejos da carne. Deus não proíbe o homem de satisfazer seus desejos naturais, mas Deus regulamenta sua prática para o bem da própria humanidade e, com o bem da humanidade, vem a glória de Deus. Aqueles que defendem o mal, são anticristos, e não querem o bem da humanidade pois a derrota moral do homem é a exaltação do espírito do anticristo, do próprio Demônio. Tem gente dizendo até que o demônio é um inspirador dos homens, contando histórias místicas pela metade e omitindo os erros dos gregos e troianos e outros pagãos da antiguidade.

Alguns destes anticristos estão em nossas igrejas, mas quando a igreja é séria, não suportam permanecer no corpo de Cristo. Observe-se que não se pode tratar de anticristo a todo que muda de igreja ou que tem um problema passageiro a nível de relacionamento. O verdadeiro cristão mantém a fé apesar dos revezes da vida, mesmo que tais ocorram no corpo de Cristo. O anticristo, usa suas dificuldades para difamar a igreja e não como reflexão para arrependimento. Criticar incoerências da igreja não é anticristão, muito pelo contrário, é ser reflexivo e buscar o arrependimento de todos para comunhão verdadeira. O anticristo critica para destruir e dizer que a igreja é a pior instituição do mundo, quando na verdade, os anticristos é que desejam a destruição pois o Diabo veio para "matar, roubar e destruir" (João 10.10)

Precisamos resistir ao anticristianismo imoral que contraria a moral judaico cristã e se opõe ao plano de Salvação em Jesus Cristo. A finalidade anticristã é levar a humanidade para a perdição eterna. É nossa missão evangelizar e testemunhar. Testemunho não é só bom comportamento, é ser aquele que sofre o castigo necessário para defender a verdade acerca daquilo que testemunha. Oremos por este mundo e preguemos o Evangelho da Salvação em Jesus Cristo.

E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.Mateus 24:22


WEBGRAFIA

Bíblia Sagrada. ACF. 1 João 1.17-19 disponível http://www.bibliaonline.com.br/acf/1jo/2/17-19 acesso em 06/09/2012
Menonitas estão dispostos a morrer em vez de trair menina entregando-a a uma lésbica imposta pelo tribunal para ser mãe dela Disponível em
Wikipedia. Anticristianismo. Disponível em <http://pt.wikipedia.org/wiki/Anticristianismo> acesso em 06/09/2012