18/09/2012

Arrependimento e Fé

Eu fico mais abismado de um crente não se arrepender de um pecado do que de te-lo cometido. A carne milita contra o espírito, por isso somos sujeitos a pecar, como nos diz o apóstolo Paulo em Gálatas 5.17:

Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Gálatas 5:17

Paulo não era um crente de aparências, ele sabia dessa luta interior do cristão e não a desprezava, mas existem crentes que negam essa luta em seu coração e com isso dão vazão ao pecado sem arrependimento.

O apóstolo Pedro foi um exemplo de crente corajoso: errava, mas sabia que devia se arrepender e se arrependia. Pedro negou a Jesus, desprezou os gentios na frente dos judaizantes, mas encarou o seu erro e se tornou um homem de Deus.

Ser um homem de Deus é fazer a vontade do Pai. Alguns fazem questão de aparentar ser homem de Deus exemplar, mas não se arrependem de seus pecados e somam violência à violência mesmo que sejam exaltados como santos. Não é isso que Jesus quer de nós.

Paulo nos alerta: "E os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra" (1 Coríntios 12:23). 

A partir da afirmação paulina podemos perceber que não adianta sermos os mais honrados homens de uma agremiação, não adianta também fazer pose ou dizer-se humilde, o necessário é ser alguém que se arrepende.

Na Bíblia Sagrada, o humilde não é necessariamente o que sempre obedece, mas aquele que percebendo seu pecado se arrepende. Se nos julgamos perfeitos e irreprensíveis, interpretando mal os textos referentes a esse conselho, logo acharemos que estamos acima de qualquer crítica e que qualquer que se opor a nós deve receber punição. Não foi isso que Jesus ensinou:

Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Mateus 5:44

Precisamos abrir mão da mera aparência para buscar a essência de Cristo em nossas vidas. A maior parte dos problemas são questão de aparência não de essência, pois quando somos perseguidos por valorizar a essência da fé, Deus é por nós, mas se sofremos devido às aparências farisaicas, estamos por nossa própria e miserável responsabilidade.


Marco Teles
B.el Teologia | Pedagogo
Casado com Lucimar