17/08/2012

Reflexão sobre o Salmo 91

Algumas pessoas pensam que Deus não cuida de seus servos, que as maldades ou forças mundanas podem prevalecer. Para justificar o seu rancor, buscam defeitos nos cristãos que jamais considerariam defeito em qualquer outra pessoa. Até por uma questão de opinião você pode ser tachado de "metido a superior, a santinho, mas pior do que todos". Esse tipo de acusação é um elogio! Ser "amado e querido por todos", ou "saber se dar bem com todo mundo" nesse século corrupto é sinal de corrupção. Para ser popular entre corruptos é necessário ceder a corrupção. Graças a Deus por não sermos o padrão de popularidade! Alguns cristãos que desejam ser "agradáveis" tornam-se, na verdade e em muitas das vezes, em apóstatas com mau testemunho.

Devido a esse ódio espiritual frequentemente somos confrontados pelo mundo. Mas Deus está do nosso lado. Moisés, servo de Deus, enfrentou muitas dificuldades, lutou até contra a maior potência "mundial" de seu tempo, o Egito, mas Deus estava de seu lado. Quando atravessou o Mar Vermelho ou quando profetizou as pragas sobre o Egito, Moisés estava ciente da proteção de Deus. O Salmo 91, escrito por Moisés que transcrevo abaixo comentando suas aplicações, nos diz:

Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. (v.1-3)

Se confessamos que o Senhor Jesus é nosso Deus, na frente dos homens, sem vacilar na verdade por mera conveniência, ele nos concederá proteção impenetrável e acolhedora contra as ciladas mentirosas do mundo 


Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios. Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação. (v. 5-9)

A proteção de Deus é tão poderosa que aquela ameaça que faria tremer os mais poderosos homens, não podem atingir aqueles que fazem a vontade de Deus, a menos que seja para Sua Glória. Podemos até ver inimigos caindo, mas não nos alegramos com sua derrota, nem mesmo pedimos isso, na verdade os inimigos de Deus caem porque se voltam contra o Todo Poderoso em quem o servo de Deus faz sua habitação.

Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra. Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente. Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação. (v.10-16)

Este últimos versículos reforçam os anteriores. Deus protege os seus filhos. Deus nos Salva e para sempre, mas isso não é um "fechamento de corpo" como se diz na cultura popular. Deus nos protege pela nossa fidelidade e confiança nele, porém estamos sujeitos às nossas imprudências e ao resultado de nosso orgulho. Moisés, mesmo sendo um profeta abençoado, um dos maiores profetas, não pode entrar na Terra Prometida, vendo-a apenas de longe porque cometeu um ato desobediente para com Deus. Quando nos afastamos de Deus o Diabo está a espreita para nos derrubar, mas usando nossa imprudência em afastarmo-nos de Deus. Se confiamos em Deus, se Ele nos protege, não podemos nos colocar sob o jugo do mundo, mas sempre priorizar o jugo de Deus seja qual for o preço a pagar pois não podemos nem imaginar quão grandes coisas Deus preparou para nós no céu.


Marco Teles
B.el Teologia | Pedagogo
Casado com Lucimar