16/06/2012

Crente é burro?

Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.1 Coríntios 1:21-23

Ultimamente há uma produção acelerada de vídeos na internet onde ditos ateus afirmam que envergonharam algum crente ou que ensinaram algo óbvio a um cristão. Esta pode ser uma forma de promoção marqueteira de ódio contra cristãos. Enfim, o raciocínio falaz seria: "Se os cristãos são tão burros para não saber o óbvio como podem defender a existência de Deus?" Obviamente tal raciocínio é eivado de malícia e dirigido pelo espirito do anticristo, via de regra baseando-se no evolucionismo e marxismo como ideologias sagradas da imanência disfarçadas de cientificismo.

A primeira coisa que devemos aprender, seja ateu ou cristão, é o conceito socrático de que só sabe alguma coisa quem admite não saber em profundidade. Atribui-se ao filósofo Sócrates, do quarto século antes de Cristo a frase "Só sei que nada sei" que na verdade foi tirada de um templo pagão. Tais frases idolátricas para os gregos antigos eram um tipo de charada, ou enigma, que cada um dava a interpretação que preferia em sua experiência religiosa. A interpretação de Sócrates mudou o rumo da filosofia, que seguia o estudo da natureza e sua origem, e partiu de Sócrates a preocupar-se com o sentido das coisa para a vida humana.

Mas, me pergunto, tais "ateus" querem ser socráticos? Parece que é essa a ideia, querem parecer mais sábios que os outros em seus vídeos, entretanto há uma diferença radical. Sócrates nunca respondia nada tudo terminava em impasse, porque ele mesmo era ignorante e esperto suficiente para não tentar responder o que não sabia, mas contraditoriamente os ateus querem "provar que Deus não existe". Eles pretendem mostrar uma "disposição para o diálogo" desde que eles sejam os mais sábios, isto é o mesmo que faziam os sofistas usando a oratória para manipular o povo.

Mataram Sócrates porque ele afirmava que não era sábio, enquanto os sofistas defendiam seu orgulho. Eles não podiam aceitar que alguém declaradamente "burro" os deixasse em impasse, por isso odiaram e mataram. Afirmar a "burrice dos cristãos" é uma atitude de falsa sabedoria e de preconceito puro e mesquinho, mesmo que digam que os preconceituosos somos nós.

A Bíblia diz aonde o anticristo pretende levar o mundo: a odiar a igreja, resistir a ação do Espírito Santo, até que ninguém aceite mais a voz do Espírito e Ele seja retirado da terra. Aí virá o fim. Quando os anticristos pensarem que venceram, serão derrotados e não poderão mais voltar atrás pois a eternidade com Deus não é lugar de orgulhosos. E, no inferno, todo orgulho será abatido.

Oremos para que os ditos "ateus" se convertam e busquem a verdadeira sabedoria que está em Jesus Cristo.


Marco Teles
B.el Teologia | Pedagogo
Casado com Lucimar