11/12/2011

Marcelo - O Guia Pacheco

Marcelo, o Guia Pacheco: Um exemplo de vida.

Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam. 1 Coríntios 2:9

Às vezes é bom sentir vergonha de nós mesmos. Esta semana peguei o 415 para o Leblon, no meio do caminho ouvi uma voz diferente dentro do ônibus e pensei "é assalto!", não era.

A voz, vinda de um aparelho de som pequeno era de Marcelo, o guia Pacheco que se tornou cadeirante após uma queda durante seu trabalho de guia turístico no corcovado. Marcelo começou a falar coisas interessantes sobre o trajeto do ônibus citando lugares históricos, pontos geográficos importantes e dando uma pitada de novidade com informações curiosas sobre os pontos turísticos pelos quais geralmente passamos batidos sem admirar o que está a nossa frente. É óbvio que Marcelo foi aplaudido ao final de seu trabalho e ainda deixou uma tremenda lição de que sempre podemos realizar nossos sonhos e ideais mesmo que não seja da maneira que desejamos, mas da maneira que podemos.

Muitos abandonam seus objetivos de vida, sua vocação pelo sufoco da vida e dos outros sobre nós, porém mesmo que nosso chamado, ou vocação, não se realize como é ideal sempre há uma forma útil e bonita de realiza-lo. Poderíamos ter olhado para Marcelo com olhar de comiseração mas olhamos para ele com admiração de ver uma pessoa que se torna importante que se importa com o próximo e não se rende tão fácil às dificuldades da vida.

Marcelo também me lembra que quando Jesus curava, importava muito o olhar de esperança de quem o Senhor curava. Não sei se Jesus dará cura a Marcelo, oro por isso, mas mesmo que não aconteça o olhar de esperança está nele. Precisamos desse olhar de esperança para a vida, especialmente para Jesus, o que faz toda diferença.

O que temos feito de nossos sonhos e vocações? Estão guardados na gaveta enquanto lamentamos não poder realizá-los ou fazemos o que nos é possível até que Deus permita o impossível para nós?

Que Deus abençoe o Marcelo continuando ser essa bênção que é para outras pessoas e que suas palavra como guia turístico voluntário no ônibus levem muitas pessoas a ver as coisas belas que Deus nos permite ver e fazer.