26/04/2011

Confiança em Deus

Neste período observei duas coisas que me fazem pensar como há falta de confiança nas pessoas.

Escolhi uma grande loja de móveis e eletrodomésticos para comprar um produto. Até aquele momento não tinha nada que reclamar de tal loja, mas algumas coisas me chamaram atenção na expedição de mercadorias: Todos os produtos que eram entregues estavam com os lacres violados, ato que justificavam pelo fato de receberem de seus fornecedores várias caixas vazias, ou até mesmo com tijolos no lugar de aparelhos. Não sei se isso é correto, mas uma coisa é certa, seus fornecedores não são confiáveis. Outra coisa que me chamou a atenção foi o comercial de uma seguradora que mostra um homem e dois caminhos, um pedregoso e outro lindo. O homem escolhe o lindo e é festejado pelo caminho.

Jesus deixa bem claro o caminho a seguir:

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; Mateus 7:13

Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá. Salmos 1:6 

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. 1 João 1:9

Biblicamente é claro que não há outro caminho para a Salvação e assim como na vida terrena, há alguns "fornecedores" não confiáveis na vida espiritual.Nos negócios mundanos podemos abrir a caixa e ver se há um tijolo ou o produto prometido. Na vida espiritual, só podemos ver o que há na "caixa" depois da morte, quando não há mais jeitinho possível. Portanto, devemos escolher com sabedoria, tanto o caminho quanto o garantidor.

Jesus é o único caminho para Salvação. Ele não promete facilidades. Porém Ele também é o sustentador de tudo, garantidor da manutenção da vida e de todo universo visível e invisível. Não podemos abrir a caixa da vida após a morte antes do tempo, mas podemos confiar em quem garante. Podemos também escolher o melhor caminho confiando na garantia de Deus. Pois se confiarmos na garantia dos homens ou do Diabo, vai que...