09/10/2010

A fé cura?

Uma alegação muito usada é que a fé cura. Alguns parafraseam Jesus dizendo "a tua fé te curou", quando na verdade Nosso Senhor disse várias vezes "a tua fé te SALVOU". Entendo que a fé não cura nem é capaz de por si só mover a mão de Deus. Quando Jesus orienta que peçamos com fé, Ele refere-se à fé Salvadora, isto é a crença de que Jesus é nosso único Senhor e Salvador e que Sua Palavra - a Bíblia Sagrada - deve ser obedecida.

Somente pela fé Salvadora que citamos acima podemos entrar em contato direto com Deus pois Jesus é o nosso mediador perante o Pai. Quem cura não é a fé, mas sim a vontade de Deus, essa vontade pode manifestar-se sobre justos e injustos pela misericórdia de Deus, e não porque nossa fé nos dá um status meritório.

Crer que a fé cura é esvaziar o seu sentido quanto à Salvação. É paganismo disfarçado de cristianismo, pois ao focar na fé e não na pessoa em quem devemos crer, Cristo, partimos para um ponto de vista relativista e negamos a Verdade que é Jesus Cristo, assim como os mundanos gostam de crer no que lhes é mais agradável.

Crer que a fé cura é dar-lhe um status de curandeirismo. Chegam a dizer, como curandeiros dizem, que se alguém não for curado é por falta de fé, esquecendo-se que a poder de Deus se aperfeiçoa em nossas fraquezas. A ciência procura explicar o efeito curativo da fé por sua ação na fisiologia humana, e talvez consiga reproduzir algo similar pois em várias religiões o efeito fisiológico é semelhante, senão igual, mas a ciência jamais poderá reproduzir a Salvação que é o verdadeiro foco da fé.

Convido você a fugir de curandeiros, digam-se eles evangélicos ou não. É de vital importância para Deus que você tenha uma fé Salvadora para ser transformado em nova criatura e ir morar com Deus no céu. Isso é o fundamental. 

Afinal, se temos fé Salvadora em Deus sabemos que Ele é Misericordioso a ponto de nos abençoar de forma inimaginável e que não podemos tentar barganhar nossos desejos com fé, pois Ele é Essencialmente Misericordioso, e Ele estabeleceu a verdadeira regra de fé que ultrapassa toda corrupção e toda medida humana e mundanamente reconhecível.