17/08/2010

Força e Coragem

Travessia do Jordão - G. Doré
Josué sucedeu a Moisés na liderança de Israel. Moisés foi um líder notoriamente aprovado por Deus, substituí-lo não seria tarefa fácil. Josué sabia que necessitava da aprovação de Deus e com suas palavras de ânimo a Josué, o Senhor mostra em que consiste a aprovação divina de um servo.

Para ter aprovação divina devemos ter iniciativa de obedecer o que sabemos de antemão ser vontade de Deus. Moisés já tinha profetizado que a terra de Canaã pertenceria a Israel, a primeira coisa que Deus diz a Josué é que passe o Jordão e siga em frente para fazer a vontade do Pai.

Fato semelhante ocorre conosco quando aceitamos a Jesus como Salvador, é o primeiro ato para fazer a vontade de Deus, se não aceitamos a Jesus não podemos seguir em frente pois primeiro precisamos ser justificados perante Deus. No tempo de Josué a justificação era pela lei, hoje é pela aceitação do sacrifício de Jesus por nós. Josué deu o primeiro passo, devemos fazer o mesmo, pela fé, para obter a aprovação de Deus.

Para obter a aprovação de Deus também devemos nos esforçar e ter bom ânimo para cumprir a vontade de Deus em nossa vida. Não basta esforço e coragem para qualquer coisa, é necessário esforço e coragem para fazer a vontade de Deus mesmo que tudo e todos sejam contrários. Esforço e coragem para Deus não se confunde com a violência do ser humano que é naturalmente violento e psicologicamente agressivo, embora na história da época primitiva de Josué tal conduta fosse o padrão de justiça entre todos os povos, Deus não solicita mais violência com juízos duros mas limita, com a lei, a violência e as perversões inerentes a humanidade.

Portanto para ser aprovado por Deus, precisamos nos submeter à Sua vontade pela fé, com coragem para contrariar o mundo sem Deus e nossa própria natureza carnal. Só é aprovado por Deus quem reconhece sua condição de pecador e diminui a sua vontade para que a vontade de Deus prevaleça em sua vida.

Que Deus nos abençoe e que seja feita a Sua vontade em nós.