15/02/2010

Buscar e Salvar o Perdido

Ouça!


Posição Social e Salvação – não faz diferença.
Hoje, divulgaram notícia na televisão sobre retiros espirituais. Falaram de retiros de diferentes religiões, mas ao falar de um retiro evangélico referiram-se como "de uma igreja pesbiteriana de classe média alta". Se a igreja é de pessoas bem sucedidas financeiramente não interessa.

Tenho certeza de que os próprios irmãos presbiterianos citados não se preocupam com isso e, com certeza, têm entre eles pessoas pobres também. Parece um ensaio de discurso comunista contra uma possivel visão capitalista do calvinismo.

Chama atenção a classificação desnecessária, como se houvesse um evangelho para ricos e outro para pobres. Mas isso não é de espantar na mídia brasileira. Sempre tentam segregar para gerar mercado consumidor e os cristãos não estão fora de seu alvo.

Deus não nos classifica como público consumidor. Lucas 19:10 registra: "Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido". Não importa a classe social, sem Jesus o rico e o pobre podem ir para o inferno.

O rico Zaqueu e o mendigo Lázaro, foram justificados igualmente. Não pelos bens que possuiam, mas por sua fé. Quantas pessoas se perdem gastando muito dinheiro com entorpecentes caros, ou mesmo com uma mera pedra de crack! Não há diferença na necessidade de Salvação para ricos e pobres, assim como para a destruição de um viciado não faz muita diferença se é consumido pelo wisky ou pela mais barata das drogas.

"O Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido". Há perdidos neste dia de Carnaval, uns com fantasias caras, outros que usam sacos de lixo como fantasia. A máscara esconde quem somos, no carnaval usam máscaras para disfarçar o pecado que escondem o ano inteiro com outras máscaras sociais.

A máscara social do dinheiro não salvará ninguém. A máscara social da pobreza também não. Precisamos tirar nossas máscaras perante Deus, reconhecer nossos pecados e confessá-los a Jesus para Salvação. Não precisamos ser reconhecidos como nicho de mercado, ou ser respeitados por isso, os pecadores é que precisam disso. Nós precisamos ser reconhecidos por Cristo como pessoas que fazem sua vontade porque creem Nele. Isso faz toda a diferença para os Crentes e para aqueles que ainda vão se converter. O mundo mercantilista sabe disso, e não se conforma, "porque o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido".


 Today, television news reported on spiritual retreats. They talked about the retreat of different religions, but to speak of a retreat evangelical they talk as "a church pesbiteriana upper middle class." If the church is formed by financially successful people does not matter.

I'm sure his brothers Presbyterians cited do not care about that and, of course, have poor people among them too. Looks like a test, of communists, against a possible capitalist vision of Calvinism.

Draws attention the classification unnecessary, as if there was a gospel for the rich and another for the poor. But it is not surprising in the Brazilian media. They always try to segregate to generate consumer market and the Christians are not out of your target.
God does not rank us as the consumer. Luke 19:10 records: "For the Son of Man came to seek and to save the lost." No matter the class, without Jesus the rich and the poor can go to hell.

The Zacchaeus rich and Lazarus, was also justified. Not for the goods they had, but by their faith. How many people lost a lot of money to spend on expensive drugs, or even a single rock of crack! There is no difference in need of salvation for the rich and poor, and the destruction of an addict does not make much difference if it is consumed by wisky or cheaper drugs.
"The Son of Man came to seek and to save the lost." There are lost in this day of Carnival, with costumes are expensive, others using garbage bags as fantasy. The mask hides who we are, the carnival wear masks to hide the sin that hides the entire year with other social masks.

The social mask of money will not save anyone. The social mask of poverty can not too. We take our masks before God, acknowledge our sins and confess them to Jesus for salvation. We not need to be recognized as a niche market, or be respected for that, the sinners need it. We need to be recognized by Christ as people make their will because they believe in Him.That makes all the difference for believers and those who are yet to convert.The mercantilist world knows this, and can not accept, "because the Son of Man came to seek and to save the lost."