27/01/2010

Nirvana Gospel

Ouça este texto em português |
 
Você já se sentiu importante? Já teve aquela sensação de plenitude de capacidades, onde você está autoconfiante e empoderado de suas próprias potencialidades? Quase todo mundo já se sentiu assim, eu também. Se já se sentiu assim, essa é a descrição que um pagão fez do nirvana de religiões monásticas orientais, uma espécie de convencimento permanente. Esse sentimento eventual é natural e pode ser até benéfico, mas a permanência nesse estado nos afasta de Deus, de nós mesmos, de outras pessoas. Não é a toa que se tornam monges, ninguém pode conviver com pessoas inabaláveis, impessoais. Quem não se abala deixa de ser humano e não pode sentir o próximo, somente seu mundo restrito e egoísta.
 
Veja o que 1 Samuel 2:7 diz a respeito disso: "O SENHOR empobrece e enriquece; abaixa e também exalta". Deus é dono de todo poder, só nEle podemos sentir verdadeira plenitude, pois Ele é Pleno e nós templo de seu Espírito se aceitamos a Jesus. Quem é orgulhoso e se enche de si mesmo, e de sua pecaminosidade, não pode receber a Deus. Isso me lembra o dito de Jesus sobre um homem de quem se expulsa um demônio, mas que permanece no pecado e recebe mais sete seres do mal em seu coração orgulhoso. Se Jesus não habita em nosso coração somos pobres, miseráveis, maltrapilhos, mesmo que nos sintamos os melhores de todos.

Me preocupa como muitos crentes tem se endeusado, fazendo de seus corpos que seriam templo do Espírito Santo, uma capela de si mesmos. Capela não só no sentido de veneração mas também no sentido funeral. Se nos tornamos tão confiantes e desprezamos a Deus caminhamos para a morte cada vez mais rápido. Só Deus pode dar a vida Eterna. Me preocupa também que pastores posem de grandes executivos ou governantes fazendo com que suas igrejas os adorem, ou venerem se preferir, enquanto caminham para o vazio espiritual sem Deus.

Jesus disse:
E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado.Mateus 23:12
 
Não precisamos nos exaltar pois Deus fará isso por nós. Não precisamos nos incomodar com os acusadores (que se promovem com acusando) que injustamente falam que nos autopromovemos pois Deus sonda os corações. Peçamos sabedoria a Deus que sondando nossos corações encontre servos humildes e fiéis, como bons mordomos de todas as bênçãos que Ele nos concedeu.