06/12/2009

Teoria da Vitimação

Quem inventou a vitimação foi Eva. Tanto Adão quanto Eva sabiam muito bem o que estavam fazendo ao comer da árvore do conhecimento do bem e do mal. Fizeram sua escolha de forma consciente e interesseira, duvidando da Palavra de Deus e querendo ser iguais a Deus, afinal, foi essa a falsa promessa de Satanás na serpente. Mas, e daí? Porque Eva inventou a Vitimação? Vamos responder:

Ao ser interrogado por Deus porque comera do fruto proibido, Adão respondeu exatamente o que foi relatado em versículos anteriores, isto é, a mulher lhe deu do fruto e ele comeu. Pronto, relatou sua culpa como era e provavelmente já esperava o castigo. Eva, ao contrário, disse que a serpente a enganou, colocando-se de certa forma como vítima da Serpente.

Essa cena nos mostra duas formas de discurso em relação ao pecado:
1. "Sou pecador mesmo, e daí?"
2. "Sou apenas uma vítima, mereço ser vingado".

Nenhumas das duas argumentações é capaz de agradar a Deus. Adão e Eva não conseguiram, portanto essas desculpas não "colam" para Deus. Mas as pessoas insistem em tentar se justificar, ou mesmo pagar para ver, só que com Deus ninguém pode arriscar nada pois Ele é onipotente e onisciente, não dá para enganá-lo como pensam ser possível com outros deuses.

A desculpa que está na moda é a vitimação. Argumentam que são vitimas de tanta coisa, e que por isso Deus não pode julga-las, que terá pena delas, e ainda que toda a sociedade tem que ter pena das "vítimas pecadoras". Com isso gerou-se uma cultura de vitimação, onde todo mundo quer se proteger alegando ser vítima de outros. Criam até leis, não para proteger, mas para dar "status de vítima" àqueles que desejam se vitimar e ganhar uns trocados ou implementar sua militância.

Salvo em situações extremas, não há vitima se não existir o sentimento de vitimado. O preconceito é retroalimentado pela vitimação e o pecado é cada vez mais incrementado com isso. Quem sente-se vitimado, tem pena de si mesmo, ou por falta de amor próprio ou por reconhecer, mas não querer admitir, que realmente tem culpa.

O cristão nunca será vítima, pois tudo o que fizerem contra nós por amor da Palavra de Deus já está previsto. Como cristãos devemos fugir da vitimação, e assumir compromisso de concerto com Deus a cada dia, pois não somos vítimas e nem somos perfeitos mas buscamos alcançar a estatura de Cristo. Engraçado, os mesmos que se dizem vítimas querem que os cristãos sejam perfeitos. Já reparou?

Que Deus nos abençoe e que não caiamos nas ciladas da vitimação, mas que busquemos arrependimento sincero que muda a direção do que se converte a Nosso Senhor Jesus Cristo.