01/12/2009

Louvamos ou pensamos estar louvando?


2 Coríntios 10:18
Porque não é aprovado quem a si mesmo se louva, mas, sim, aquele a quem o Senhor louva.



Um cântico infantil já antigo dá uma lição para a igreja de hoje, veja a letra:

A Cristo dai louvor com todo ser
Com todo corpo a Cristo dai louvor
Com as mãos e os pés, com a cabeça e a voz
Com seu corpo dai louvor.

Claro que o cântico tem um conteúdo simplificado por se dirigir a crianças, mas seu conteúdo sobre louvor é mais abrangente do que muitos pastores, com lugares de honra cativos, podem entender. Louvor como aponta a música não é só cantar, ou tocar, como querem alguns defendendo até que os desafinados não sabem louvar. Louvar é falar bem, bendizer, alguém. Podemos bendizer o nome de Deus com nosso trabalho braçal, intelectual, com a responsabilidade que demonstramos nas coisas que nos são confiadas. Louvar com as mãos é fazer obras que agradem a Deus e não somente bater palmas, louvar com os pés é caminhar por onde Deus quer que andemos e não somente dar "sapateadas de fogo", louvar com a cabeça é ser inculcado pelas Escrituras e não pelas vãs filosofias e pregações mundanas. Ah, e louvar com a voz? Não é cantar? Pode ser, mas não é só isso: é não fofocar, não xingar, não falar falso testemunho e por aí vai. Louvar com o corpo também não é fazer coreografia na igreja, como pensam alguns, é saber o nosso corpo não é nosso, pertence a Deus e é santuário dEle. Há aqueles que dançaram muito e fizeram muitas coisas com seus corpos que julgavam seus, e hoje estão mortos. Nada nos pertence.

O louvor está intimamente ligado ao testemunho. Ninguém pode ser testemunha de Cristo se, primeiramente, sua vida não for um louvor a Ele. Quando fazemos alguma coisa com intenção de louvar a Deus  seja com nosso serviço, nosso caminhar, nosso pensar, nossa voz, nosso corpo, automaticamente geramos testemunho da Salvação de Cristo em nós. Só uma vida de louvor integral, não apenas de cantorias, pode gerar verdadeiro testemunho.

Que Deus nos abençoe para que sempre dediquemos nossa vida ao lovor genuíno a Ele que é um "estilo de vida" perante a face de Deus em obediência a Ele.