19/10/2009

"Fogo desceu do céu"

Aprendi uma coisa com uma pessoa enquanto discutia sobre os manipuladores do meio evangélico. Essa pessoa defendeu a manipulação com o seguinte argumento: as pessoas são manipuladas porque aceitam ser manipuladas, elas tem algum benefício com isso, mesmo que seja ilusório. Pensei bem, não concordei com a defesa de manipuladores mas vi uma espécie de sabedoria nessas palavras, uma sabedoria mundana claro, mas se formos entender que sabedoria é algo que se aplica para buscar viver com qualidade ele vivia com qualidade pois não se importava com a manipulação dos outros mesmo consciente delas, afinal, ele não podia mudar o mundo. Mas há uma falha nesse raciocínio, não podemos mudar o mundo, mas podemos mudar nossas vidas e ser instrumento de mudança para outras vidas, nesse caso a sabedoria mundana de meu interlocutor é apenas mais um sofisma para encobrir a verdade.

Quantos sofismas, misticismos e mobilizações “carnavalescas” têm iludido a igreja de Cristo! Outro dia uma pessoa chegou lá em casa dizendo que tinha ido no monte para orar e viu fogo descer do céu à noite. A grama no chão também brilhava. Minha sogra estava doente, e esta pessoa decidiu levar aquelas folhas milagrosas para curar minha sogra na manhã seguinte após o café da manhã. A moça contou sua história penteca e jogou “as folhas que brilham no espírito” em cima da minha sogra que ao ver alguns pedaços de insetos esmagados entre as folhas falou: “Você não sabe o que é vagalume, não, sua besta?” - ora, provavelmente em suas “sapateadas de fogo” esmagaram os vagalumes espalhando seu liquido fosforescente entre as folhas, não tinha nada de espiritual nisso. Mas ainda afirmava que fogo descera do céu, e outras pessoas que conheciam vaga-lume também afirmavam. Era preciso decifrar esse enigma. Fui ao tal monte e descobri que é uma área onde passam redes de energia elétrica com cabos de alta voltagem, imaginei que o tal “fogo” seriam fagulhas daquela instalação, minha suspeita foi confirmada por Regis Leite, eletrotécnico, autor do blog http://multimidiaedeus.blogspot.com , explicou-me que devido a altíssima tensão que passa por aqueles cabos é gerado um campo eletromagnético em um raio de cerca de dois metros do conjunto de cabos, esse campo é mortal, ao passar um animal como morcego, coruja, passarinho por perto é automaticamente atraido e desintegrado gerando clarões de luz. Na verdade o fogo que caia do céu chama-se efeito Joule. Isso mostra que antes de atribuir conotação mistica a algum evento devemos examinar os fatos para que não ser enganados por nossas próprias impressões ou achismos teológicos de terceiros.

O que admira é que muitos batistas acreditem nisso. Será que suas igrejas não ensinam a Bíblia? Será que seus pastores omissos acatam qualquer idéia para não perder um membro? Ou será que alguns de nossos irmãos são tardios de entendimento não conseguindo discernir o que é verdadeiramente de Deus, como nos fala o autor da carta aos Hebreus?

Por favor irmãos, adoremos com o espírito, mas também com entendimento.