17/05/2009

Lev 5:18 e como oferta pela culpa trará ao sacerdote um carneiro sem defeito, do rebanho, conforme a tua avaliação; e o sacerdote fará por ele expiação do erro que involuntariamente houver cometido sem o saber; e ele será perdoado.
Já reparou que sempre quando tentamos corrigir um erro o tornamos maior. Um caso comum é quando cometemos uma gafe e queremos corrigir. Imagine que você dirigiu-se a uma senhora da igreja com um termo em desuso dizendo que é uma “irmã de peso” no sentido de ser valorosa, aí ela diz “ta me chamando de gorda?”, você prontamente tenta corrigir e diz “claro que não, a irmã come ate bem pouquinho...” ela conclui “quer dizer que você anda observando minha alimentação?”. E por ai vai... Era melhor só pedir desculpas. O erro, ou pecado, involuntário não deixa de ser pecado. Tanto que Moisés prevê uma oferta em atenção a isto no livro de Levítico 5.18. Isto mostra que não há salvação por obras e que não podemos nos justificar por elas, pois por mais que você se explique mais se complicará perante Deus. Deus é Santíssimo, nós nem tanto, ou até nem somos. Nossa natureza leva ao pecado mesmo involuntariamente que, mesmo sem consciência, continua sendo pecado que nos afasta de Deus. No tempo da lei existia a necessidade de sacrifícios para perdão desses pecados involuntários, hoje não há mais, pois Cristo é o único sacrifício perfeito por todos os pecados daqueles que crêem nele. Julgar-se uma pessoa boa e trabalhar para conseguir justificação é vão, pois nossas tentativas são inúteis perante Deus. Só a fé genuína em Jesus através do arrependimento e confissão de pecados é a solução. Quero convidar você a deixar de tentar consertar o erro e viver segundo a vontade de Deus. É melhor reconhecer o pecado e pedir perdão a Jesus, aceitando que ele é o único cuja santidade não pode ser questionada, que também pode nos tornar santos e irrepreensíveis, do que viver tentando acertar, mas continuar sempre errando.
Col 1:22 agora contudo vos reconciliou no corpo da sua carne, pela morte, a fim de perante ele vos apresentar santos, sem defeito e irrepreensíveis,