13/04/2009

Podemos recompensar a Deus?

Deu 32:6 É assim que recompensas ao Senhor, povo louco e insensato? não é ele teu pai, que te adquiriu, que te fez e te estabeleceu? Este é um trecho de cântico (capítulo 32.1-47) ensinado aos israelitas para que repetissem como memorial de sua condição como povo de Deus e de sua responsabilidade espiritual, no relacionamento com Deus e com o próximo. Chamou-me a atenção o termo “recompensas ao Senhor”, afinal, ninguém pode recompensar a Deus. Uma espiada na definição de Strong para o termo hebraico traduzido por recompensar pode ajudar:
H1580 גָּמַל gamál raiz primaria; modo de tratar uma pessoa (bem ou mal), i.e. benefício o merecimento; por implicação (por trabalho pesado), madurar, i.e. (específicamente) detestar:-amontoar, relacionar-se bem, dar (recompensa), detestar, fazer, fazer bem, madurar, pagar (com bem, com mal), pagamento, conceção, premiar, ser propício.
Ficou mais claro? O termo recompensar é usado como figura de linguagem, representando o apreço que teríamos por alguém que só nos faz bem, mas que contradizemos com nossa ações. Trazendo ainda mais para o popular é o mesmo que dizer “depois de tudo o que eu te fiz... É assim que você me paga?”, é comum falarmos assim em momentos de indignação, mesmo que não esperemos recompensa, pois tal expressão demonstra nosso sentimento de desapontamento ou tristeza. Deus não fica desapontado conosco, pois sabe nossas ações antes de praticarmos, mas pode entristecer-se como ser pessoal que busca relacionamento com a humanidade. Mais forte ainda é a expressão usada para com o povo de Deus, que não é figurada, é literal: povo duro e insensato. Como somos duros e insensatos às vezes! Desobedecemos, nos rebelamos, não reconhecemos as bênçãos de Deus, não exercitamos o mesmo perdão que Ele nos deu. Eu também erro assim, os outros cristãos erram assim, você também, não é verdade? Precisamos viver de modo que agrade a Deus que o deixe feliz com nossas ações. É muito melhor que Deus nos chame de “servo bom e fiel” (Mateus 25.21) do que de algo negativo. Vamos repensar nossa vida onde erramos e fortalecer nossos acertos para louvor e glória de Nosso Senhor.