06/03/2009

Intolerância Religiosa

Foi noticiada em uma rádio local do Rio de Janeiro a prisão de um pastor evangélico. A princípio alguém diria: “É um pastor safado”, mas não foi esse o caso. O pregador fazia a sua função religiosa de pregar o evangelho em uma praça que é conhecida inclusive pela prostituição que reina ali, em sua pregação disse que a não aceitação de Jesus leva ao inferno, com isso seus ouvintes sentiram-se ofendidos e partiram para a agressão física, sendo detido o pregador do Evangelho, talvez para sua própria segurança. Isto nos demonstra uma realidade cada vez mais patente: as pessoas não toleram ouvir a mensagem de Salvação, pois estão conformadas com a idéia de ir para o inferno. São partidários do Diabo. Os partidários do Diabo não querem ouvir que irão para o inferno se não aceitarem a Jesus, mas querem que nossa famílias ouçam os tais funks “proibidões” nos seus carros de som turbinados que não respeitam horário nem lugar. Também querem que aceitemos suas prostituições divulgadas na mídia patrocinada com ou sem edredom, e apologia aos excessos da carne como o carnaval. Eles nos impõem seus conceitos pecaminosos e não toleram nossa pregação porque já estão no inferno. Isso não é novidade neste mundo, o apóstolo Paulo já falava do que Cristo faz pelos crentes “Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência” (Efésios 2.1-2) No conceito bíblico estar morto, significa estar separado, seremos separados do corpo (para uma posterior ressurreição) com a morte física, estaremos separados de Deus na morte eterna, espiritual. Tanto participamos da vida eterna já neste mundo quando cremos quanto participamos da morte e condenação eterna quando não cremos e temos corações endurecidos. Quando não queremos ouvir as consequencias de nossos delitos e pecados, é porque o Diabo já cegou nosso entendimento e não quer que ouçamos a Palavra de Deus. A Palavra de Deus não tem que ser popular tem que ser Verdadeira. Dizer aos pecadores o que eles querem ouvir não é função dos pregadores da Palavra, é o que fazem os mercadores do pecado que são tão queridos pelos que são conduzidos para o matadouro de Satanás. Creio que este pastor deve estar feliz por ter a honra de sofrer por Cristo. Quanto a nós outros cristãos, preparemo-nos, pois o próximo pode ser eu ou você.