04/02/2009

Lutando com Deus

Gen 32:28 Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; porque tens lutado com Deus e com os homens e tens prevalecido.

Lutar com Deus não deve ser entendido, como alguns neopentecostais, querem de agarrar-se a Deus para que Ele nos dê o que desejamos. O que Jacó precisava mesmo(no contexto) era de mudança de caráter. Jacó significava suplantador, isto é malandro, trapaceiro, aquele que leva vantagem sobre os outros. Os nomes, no tempo bíblico, indicavam características das pessoas, eram como parte de sua personalidade. Jacó suplantou seu irmão Esaú tomando-lhe a primogenitura, Jacó suplantou seu sogro Labão em assuntos comerciais, mas, antes de encontrar-se nessa luta com Deus, Jacó reconciliou-se com ambos mesmo que isso pudesse custar muitíssimo. Lutar com Deus e com os homens no contexto é buscar união com o próximo, Jacó conseguiu união com seu sogro e seu irmão, e na referida luta com Deus, não significa que houvesse batalha feroz, até porque ninguém pode batalhar com Deus, mas era como se Jacó tentasse retê-lo mais tempo consigo. Jacó mudou de nome porque passou a viver de forma que Deus estivesse presente em sua vida durante todo tempo, passou a confiar mais em Deus e não em suas próprias astúcias. A nossa luta com Deus e com os homens também é a de buscar viver segundo a vontade de Deus. Quanto lutamos por isso? Quanto nos orgulhamos de nosso nome? As pessoas que nos cercam têm visto em nós, ao citar nosso nome, referência como servos de Deus? Talvez você esteja nessa luta com Deus. Só há um jeito de vencê-la: submetendo-se à vontade de Deus. Não caia em conversas de conquistas espirituais, pois isso não existe, existe apenas a Graça de Deus que não merecemos, mas alcançamos se somos levados a servir ao criador crendo em seu Filho como nosso Salvador. Pense nisso para não ficar se debatendo inutilmente numa luta que não pode vencer através de nossa natureza humana e pecaminosa. Deus o abençoe.