31/12/2008

Ano Novo de Passarinho

Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo quehaveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Mateus 6.25-26

Uma coisa me chama a atenção nas comemorações de ano novo: a artificialidade. Deveríamos comemorar cada dia que Deus nos dá, mas como somos mal agradecidos comemoramos só uma vez por ano. E os preparativos? Como são angustiantes para quem quer tudo correto! Deveríamos parar e meditar mas estamos preocupados com uma festa bem feita e até soberba, com cultos grandiosos nas igrejas, ou com carnavais antecipados. A entrada de ano não pode ser pequena porque nossos sonhos não são pequenos, mesmo que as realizações sejam até medíocres. O que importa nessa época é o desejar, o querer, a adoração do ser insaciável que somos e que estamos. Planos são ruins? Claro que não! Festa é ruim? Também não, dizer o contrário seria um absurdo. O que pode ser ruim nessa história toda é o encantamento com a ansiedade, e não a saciedade da gratidão. Jesus fala dos pássaros que não são ansiosos embora vivam bem menos que a maioria de nós, provavelmente só fazem seus planos, traçados a muito tempo pelo instinto, para construir ninhos e procriar, mesmo assim louvam a Deus todos os dias cantando seus hinos que alguns tentam prender em gaiolas deixando apenas o canto mais triste, mas ainda assim louvam. Quero entrar no próximo ano com gratidão. Tenho planos, claro, mas quero que eles sejam secundários, pois o importante mesmo é olhar em volta e ver quão grandes coisas Deus fez por nós, e faz , quando entregamos nossas vidas e Ele. Nessa reflexão fica uma nota triste: muitas pessoas fizeram seus planos para o ano que passou e não sobreviveram a ele, assim como muitos farão para o próximo ano e também não sobreviverão, não é nada alegre pensarmos nisso, mas é motivação para enfatizarmos a gratidão e entrega a Deus por tudo o que passou pois sabemos que infalivelmente “O coração do homem propõe o seu caminho; mas o Senhor lhe dirige os passos. ” Provérbios 16.9

Que Deus o abençoe. Desejo-lhe um Extremamente Feliz Ano Novo, sejam quais forem as lutas porvir, pois prosperidade sem felicidade em Cristo não é nada.