17/11/2008

Vendo Deus em tudo

Sal 19:1 Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Sal 50:6 Os céus proclamam a justiça dele, pois Deus mesmo é Juiz. Uma tempestade caiu hoje sobre o Rio de Janeiro, alagou muitos lugares, entristeceu muita gente com sua força que derrubava coisas pela frente especialmente dos mais pobres em seus barracos. Mas o que me chamou a atenção na chuva e que gosto de observar, é a criação manifestando o poder de Deus para nós. Muitos vêm só coisas negativas nas manifestações poderosas da natureza e contestam a Deus, blasfemando contra o Espírito Santo, esquecendo eles que a criação geme devido a nossos pecados. Quero convidar você a ver a beleza da criação de Deus e orar por aqueles que não tem essa oportunidade por não possuírem um abrigo digno. Que Deus guarde suas vidas e que eles ouçam o Evangelho para Salvação de suas almas.
Tempestade que verga, Envergonhando, fruteiras gigantes Com força externa, até eterna, Que risca granizo e diamantes, Num rompante mostrando Que nela caminhando Percebo o poder de Deus. Águas da chuva que encharcam a terra, deslizando montes que se curvam da cimeira ao chão, Deus move gigantes, constrói, desfaz, Destrona e sustenta Com mesma força a ventania e a bonança, Sem que ninguém tenha poder Para tentar exigir vingança. Pequeno e infeliz é o homem Encurvado perante o fogaréu, em uma casa de papel, numa fortaleza ou ao léu, que não reconhece, orgulhoso ateu que precisa de Deus.