18/11/2008

Mimando a Caim

Gén 4:1 Conheceu Adão a Eva, sua mulher; ela concebeu e, tendo dado à luz a Caim, disse: Alcancei do Senhor um varão.
Gén 4:2 Tornou a dar à luz a um filho - a seu irmão Abel. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.

É comum pessoas posarem de inteligente e contestarem a história de Adão e Eva como a de Caim e Abel, simplesmente porque fazer isso, na mediocridade acadêmica é moda. Os bons acadêmicos, aqueles que não precisam ficar se afirmando com picuinhas intelectuais de auto-promoção, ou de frustração, não perdem tempo com isso. Entre os medíocres há também famosos e respeitados cientistas, mas quem disse que medíocres não podem ser famosos e respeitados? Um exemplo de mediocres famosos são as celebridades instantâneas de reality shows, e sua fama e respeitabilidade não é atestado de valor do que dizem.
No caso específico de Caim e Abel reclamam que Deus permitiu uma perversão pois Caim casou com uma irmã. O suposto incesto de Caim e outros filhos de Adão, para eles, é inadimissível num livro sagrado. O interessante é que se julgam tão estudados e tão moralistas ao falar isso, mas não estranham quando a antropologia e a sociologia diz que os grupos primitivos só deram lugar a formação da sociedade quando cada clã começou a permitir que outros clãs tomassem suas mulheres como esposas e vice-versa. Só pensam para o mal e para satisfazer suas próprias concupiscências e nesse desejo insaciável, se opoem ferozmente contra Deus e sua Palavra.

Mas vamos ao que interessa: chamou-me a atenção o fato de que Eva comemorou o nascimento de Caim com orgulho, mas quanto a Abel, é narrado que apenas tornou a dar a luz. Isso nos faz pensar sobre como Caim pode ter sido criado, em suposição apenas, embora provável e possível, devido ao valor que uma possível primogenitura teria naquela época antiga. Caim pode ter sido criado sem aprender a ser o segundo ou a perder. Talvez Eva o tenha mimado como fazem alguns pais com seus filhos que se tornam verdadeiros "cainzinhos" que dominam seus pais, com vontade de ferro desde a infância até a vida adulta.
Quantas histórias de Cains ouvimos nos noticiários? Quantos filhos "bem criados" tornam-se até homicidas como Caim, talvez por falta de uma família que oriente na obediência a Deus e aos outros. Ensinar a suportar a perda é a melhor forma de ensinar, talvez por isso o esporte seja tão indicado para educação da juventude, mas melhor do que isto é ensinar a obedecer a Deus, e a primeira figura que a criança tem de Deus são seus próprios pais.
Ensine seu filho a suportar as perdas na vida e mostre que ganhar algo requer esforço e que ele não é melhor nem mais especial do que ninguém, pois senão o mundo lhe mostrará um caminho aparentemente fácil de maldade, em diferentes níveis, que só leva à perdição.

Acesse aos audios de nosso site no 4shared.