01/10/2008

Preparados para o dia seguinte

Além desse blog, agora me dedico a uma wiki sobre a Bíblia , cujos primeiros textos serão traduzidos do Dicionário Bíblico de Easton em língua inglesa, sem tradução de domínio público em português, ainda. Gostaria de convida-lo a participar dessa empreitada, pois uma boa wiki deve ser participativa , mas trazendo nosso assunto para o lado devocional, fiquei muito impressionado quando traduzia o verbete sobre Aarão,irmão de Moisés, o primeiro sacerdote da lei mosaica . Aarão teve seus altos e baixos como qualquer pessoa e muitas vezes sua identidade de sacerdote e servo de Deus foi contestada por murmurações alheias ou por seus próprios pecados. Mesmo assim Deus o identificou pela capacidade que lhe deu. É interessante como somos imediatamente reconhecidos pelo que fazemos na obra de Deus, mesmo por quem não nos conhece bem, afinal "pelas obras os conhecereis". A capacidade que Deus nos dá para trabalhar para Ele é o que nos identifica como testemunhas dEle nesse mundo, o texto de Números 17.1-8 nos mostra de forma singular a ação de Deus ao identificar Aarão como um servo escolhido e capacitado por Ele.

Deus nos dá identidade e capacitação especial como servos se confiamos nele incondicionalmente.

Num 17:1-3  Então disse o Senhor a Moisés: Fala aos filhos de Israel, e toma deles uma vara para cada casa paterna de todos os seus príncipes, segundo as casas de seus pais, doze varas; e escreve o nome de cada um sobre a sua vara.  O nome de Arão escreverás sobre a vara de Levi; porque cada cabeça das casas de seus pais terá uma vara.

Há sempre alguém que gosta de falar com voz empostada em tom de profecia: "Deus tem um plano em sua vida"! Mas é lógico meu filho! Deus tem o plano de Salvação para "todo aquele que crê" portanto para qualquer pessoa em toda a humanidade que abra seu coração para Jesus. Quando se diz "um plano" não se define nada pois UM é artigo indefinido, portanto não há profecia verdadeira aí, mas podemos perceber pelo estudo da Bíblia Sagrada, que apesar de profetadas, Deus tem o Plano de Salvação que é generalizado a todo que aceitar mas também tem um plano de realizações em nossas vidas, esse último plano é expressado através de dons e talentos que Deus nos dá para ensinar a sua Palavra. Aarão tinha recebido declaradamente de Deus o seu talento, e muitos de Israel contestavam o que Deus declarara. Nós recebemos dons e talentos de Deus, nem sempre tão declaradamente, às vezes temos até dificuldade de nota-los e aceita-los, mas eles nos marcam como servos de Deus pois tais dons são dados "para a edificação da igreja" 1Co 14:12, "Porque também o corpo não é um membro, mas muitos" (1Co 12:14),  portanto o servo talentoso e capacitado por Deus com dons verdadeiramente espirituais edifica a toda a igreja. A igreja mostra quando a estamos edificando e precisamos perceber isso, mas também às vezes, duvidam da capacitação que Deus nos deu e contestam se devemos ou não servir a Deus em determinada situação ou lugar. Talvez seja no meio da igreja onde ocorram as maiores provações de nossa fé pois nossa expectativa do ambiente eclesiástico é a melhor possível e quando nos decepcionamos é pra valer. Aarão poderia estar decepcionado, mas a primeira coisa que ele fez nesse momento foi ouvir a voz de Deus. Quando nos encontrarmos em crise devemos ler a Bíblia para ouvir a voz de Deus e saber como vencer a adversidade. O que temos procurado quando estamos decepcionados com a igreja? Ler a Palavra de Deus ou embarcar nas murmurações? Repare no conselho de Deus "Num 17:4  E as porás na tenda da revelação, perante o testemunho, onde venho a vós" atualmente, com a Palavra revelada, nossa tenda da revelação é a Bíblia Sagrada. Não percamos tempo com outro suposto conforto mas com a Bíblia Sagrada onde Deus nos fala diretamente, nos momentos de crise espiritual.

Deus nos identifica capacitando-nos se temos fé nele por mais impossível que seja o fato "Num 17:5  Então brotará a vara do homem que eu escolher; assim farei cessar as murmurações dos filhos de Israel contra mim, com que murmuram contra vós." – Sempre quando somos contestados tudo parece difícil e impossível de lidar, às vezes até insuportável. Mas veja o que o Todo Poderoso pediu para Moisés e Aarão, será que nós confiaríamos que nosso galho seco brotaria de um dia para outro? Eles confiaram, devemos confiar também porque quando galhos secos brotam de novo, os frutos são mais nutritivos e mais gostosos. Parece absurdo? É a lógica de Deus. 

Deus nos identifica capacitando-nos para frutificar entre o próximo e não longe dele, mesmo que o ambiente seja hostil – "Num 17:6  Falou, pois, Moisés aos filhos de Israel, e todos os seus príncipes deram-lhe varas, cada príncipe uma, segundo as casas de seus pais, doze varas; e entre elas estava a vara de Arão.Num 17:7  E Moisés depositou as varas perante o Senhor na tenda do testemunho." Deus não pediu para Aarão impor a sua força, mas pediu que ele deixasse nosso Deus mostrar o seu poder. Deus quer mostrar o seu poder, que é o evangelho, através de nós mas para isso é necessário que estejamos prontos a frutificar num lugar onde as pessoas precisem e possam se alimentar dos frutos que produzimos como servos de Deus. Que valor tem uma árvore ou uma fonte de água para o faminto e o sedento se ele não poderá jamais chegar até ela? É através de nós que Deus, mutuamente alimenta o corpo de Cristo. Quando não produzimos frutos canibalizamos espiritualmente nossos irmãos da igreja para tentar encher a nós mesmos de poder, mas com isso nos esvaziamos e não podemos ver os resultados do dia seguinte que Deus preparou. Desejo que nos preparemos para esperar o dia seguinte, o dia da frutificação de galhos secos, como nós, para alimento do faminto de Deus e glorificação do nome do Senhor.

Acho que esta postagem só poderia terminar com a citação desse versículo tão sugestivo: Num 17:8  "Sucedeu, pois, no dia seguinte, que Moisés entrou na tenda do testemunho, e eis que a vara de Arão, pela casa de Levi, brotara, produzira gomos, rebentara em flores e dera amêndoas maduras."