08/10/2008

Plano de Estudo para Cultinho

Olá! Há muito tempo que não escrevo sobre culto infantil, ou como eu prefiro contrariando alguns teóricos, o “cultinho”. Alguns defendem uma nomenclatura melhor dizendo que o termo cultinho é pejorativo, coisa de que discordo. Veja só outros termos, “culto infantil” pode ser entendido como um culto prestado por pessoas sem maturidade espiritual, “culto para crianças” é o pior de todos pois o culto não é para crianças e sim para Deus, “Culto de Crianças” é mais correto mas totalmente desprovido da afetividade que as próprias crianças dão ao termo “Cultinho”, e como o afeto no trabalho com crianças é de extrema importância porque não ouvimos o que elas dizem e trasnferimos afeto também para o termo ao invés de menospreza-lo com argumentos tecnicistas? Bem, eu fico com o termo cultinho, quem quiser que fique com o seu.

Mas vamos ao que interessa: nosso plano para o cultinho. Alguns apresentam os cultos para crianças com roteiros totalmente predeterminados onde se deve seguir cada parte sistematicamente palavra por palavra, diferentemente, apresentarei aqui na forma de esboço para que você possa dar asas à sua criatividade. Não fique preocupado com a Palavra exata para cada coisa, pois se você se preparar, principalmente lendo o texto Bíblico várias vezes o que é muito melhor do que decorar um plano de estudo, Deus colocará a palavra certa na sua boca no momento adequado. Lá vai o Esboço:

Texto bíblico Gênesis 1.1-19 - O mais importante leia pelo menos umas quatro vezes, lentamente, em oração, e só depois continue.

  1. O versículo para memorizar é gênesis 1.1 que não precisa de recurso especifico para memorização pois durante toda o estudo será enfatizado.
  2. Tema: A criação do planeta Terra – um trabalho de quatro dias
  3. Objetivos do texto: Mostrar que Deus é o Criador (v.1) ; Mostrar que Deus sempre existiu (v.2b); Mostrar que a Palavra de Deus se cumpre, pois a criação é cumprimento do “Disse Deus” (v. 3,6,9, 11, 14); Mostrar que o que Deus faz é bom (v. 10b, 12b, 18b)
  4. Dificuldades no texto: Quanto dura um dia para Deus? Como é possível alguém sempre existir? Porque Deus permite que aconteçam coisas ruins? Como podia ter luz sem sol?
  5. Possíveis respostas para as dificuldades (não são taxativas, cuidado!) – Um dia para Deus não tem a mesma duração que para nós, pois Deus é ilimitado. Deus é eterno, portanto, ele sempre existiu se Ele tivesse surgido em algum momento específico deixaria de ser eterno, pois não teria sempre existido visto que eternidade não tem começo nem fim. Deus criou o mundo perfeito onde não ocorriam coisas ruins, os homens pecadores é que geralmente provocam o mal, até o clima está alterado pela ambição do homem que consome sem medida destruindo matas, nascentes, rios e a camada de ozônio da atmosfera. A luz provinha do próprio Deus.
  6. Recursos: Cartaz para visualizar a história. Os desenhos no tamanho adequado encontram-se no fim dessa página basta clicar neles que aparecerão em tamanho maior próprio para impressão. Desenhos da história para colorir, também no final da postagem.
  7. Aplicação ao dia a dia: Usar a água com responsabilidade é uma forma de ser cuidadoso com as coisas de Deus; cuidar da terra ou preocupar-se em não destruí-la é ser cuidadoso com as coisas de Deus. Reconhecer que o que Deus faz é bom é ser cuidadoso com as coisas de Deus.
  8. Trabalho de arte: Pintura na Pedra – preferencialmente para crianças maiores. As pedras devem ser procurada e recolhidas do meio ambiente, isto é, em casa ou na rua (interação com a criação de Deus) . As pedras serão lavadas e postas para secar (cuidado com as coisas de Deus, mesmo que seja uma simples pedra). Depois de tudo isso tentar descobrir com que elemento da criação a pedra escolhida se parece: um animal, um acidente geográfico, um vegetal (reflexão consciente de que Deus nos dotou de criatividade para fazer coisas boas)? Pintar com tinta guache e para terminar passar cola branca depois de seca para dar brilho.

Este é a nossa proposta de trabalho. Podem reproduzir a vontade para uso em igrejas cristãs desde que citem a fonte. Esta recomendação inclui também as imagens. Bom trabalho.

Ps: Aproveite o mapa mental abaixo para melhor entender a história.