23/08/2008

Uma coisa que eu não queria escrever.

Há algum tempo evito falar de denominações alheias, prefiro ver os erros em minha própria igreja para corrigi-los. Mas, mesmo não querendo fazer como aqueles macacos, de conto popular, que olham os rabos dos outros para dar pauladas como se fossem cobras e protegem, enrolando e amarrando, o próprio rabo, existem absurdos tão grandes que um cristão, por menor que seja não pode ouvir calado. Outro dia num desses programas televisivos de falsas “curas e libertação”, um pastor soberbamente abriu seu programa com a seguinte chamada: “Satanás está desesperado! Chegou ao Rio de Janeiro o reverendíssimo a maior autoridade em libertação do mundo”. Isto é, a luz da Bíblia, um tremendo absurdo e, embora o Fulano diga que está pregando o “verdadeiro evangelho”, está na verdade pregando é a ele mesmo e engordando ovelhas para o abate do lobo e não para a salvação. Primeira coisa a considerar: Ninguém é a maior autoridade espiritual. Veja o texto Bíblico: Mat 28:18 E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Mat 28:19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Mat 28:20 ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Jesus é Bem claro nesta passagem. Toda a autoridade é dele, no céu e na terra. Se alguém se diz a maior autoridade em libertação está dizendo isto sob o espírito do anticristo, pois TODA autoridade pertence a Jesus que é único e grande libertador. Quem diz ser a maior autoridade sobre a terra quer tomar o lugar de Cristo e não é um pastor de ovelhas, mas um lobo e um anticristo. Jesus não divide sua autoridade com ninguém, Ele apenas ouve nossas orações e as atende. Ter orações atendidas não nos dá o direito de achar que somos melhores ou superiores, mas nos dá a responsabilidade de reconhecer e glorificar a Deus por sua misericórdia para conosco. Fujamos das falsas e farisaicas autoridades que buscam apenas os cobres dos carentes e não estão preocupados com sua Salvação. Segunda coisa a considerar: no mesmo texto bíblico Jesus diz que o verdadeiro evangelho, é pregar sua mensagem de Salvação, sendo que primeiro devemos fazer discípulos para depois batiza-los, isto é, o Evangelho, que significa Boa Nova, é um ato e um processo de educação e conscientização espiritual pelo arrependimento dos pecados, sobre nossa necessidade de aceitar a Cristo e viver como Ele ensina. O Evangelho não é curandeirismo de alguém que se ache a “maior autoridade” e que fie em si mesmo a garantia de pregar o “verdadeiro evangelho” através de qualquer pajelança. O Verdadeiro evangelho é ensinar o próximo a guardar a Palavra de Deus e viver de forma digna. Os milagres podem até acontecer, como acontecem em qualquer igreja de Cristo, mas ninguém tem pretenso poder de manipular a vontade de Deus para conseguir o que quer, Deus nos abençoa porque Ele é bom e não por nosso grande status espiritual. Concluindo, vimos que o reverendíssimo fulano não é maior autoridade em nada, e que não prega o verdadeiro evangelho, portanto seria possível sugerir a ele que mudasse a chamada de seu programa para o seguinte texto: “Satanás está satisfeito, pois o falso reverendíssimo está desviando milhares de pessoas do verdadeiro evangelho”. Cuidado com as armadilhas do Diabo que vem em forma de cordeiros, mas que são lobos devoradores. Para terminar deixo um texto da carta de Judas que mostra que nem o arcanjo Miguel, sendo um poderoso ser espiritual tentou ser tão soberbo como o reverendíssimo Fulano: Jud 1:9 Mas quando o arcanjo Miguel, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda O texto continua referindo-se a pessoas como estes tais reverendíssimos: Jud 1:10 Estes, porém, blasfemam de tudo o que não entendem; e, naquilo que compreendem de modo natural, como os seres irracionais, mesmo nisso se corrompem. Que Deus nos abençoe e dê sabedoria para resistir às redes pegajosas que o Diabo está lançando como sempre lançou de diferentes maneiras, sobre a igreja de Cristo em nossos dias.