17/08/2008

Estende a tua mão

Mar 3:1  Outra vez entrou numa sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos atrofiada.

 

Jesus estava na sinagoga entre fariseus que gabavam-se de suas obras e se investiam de autoridade de julgadores perfeitos perante o povo, trazendo-os sob jugo pesado para que os disciplinassem religiosamente evitando rebeliões para manter seu status entre os conquistadores romanos.

Havia ali um homem que aparentemente era imperfeito, e incapaz de produzir perfeição, em suas obras, especialmente numa sociedade onde a economia era de trabalho artesanal ou braçal. Aquele homem provavelmente era acusado pelos fariseus de ser responsável por sua doença devido a pretensos pecados num julgamento temerário pois os tais fariseus eram os maiores pecadores naquele contexto.

A condição física daquele homem assemelhava-se a condição espiritual dos fariseus. Este estava limitado por uma doença física, aqueles pela doença do pecado.

É interessante notar que o personagem de destaque não são os auto-justificados, mas aquele que era incapaz de justificar-se pelas obras.

 

 

Mar 3:2  E observavam-no para ver se no sábado curaria o homem, a fim de o acusarem.

 

Somos incapazes de estender nossa mão para Deus por nossas próprias forças, e muitos preferem que não a estendamos pois assim estaremos a mercê de seu poder, sob a mesma escravidão em que se encontram os servos desse mundo, os fariseus de nossos dias, eles fazem isso pois quantos mais compartilharem de suas más obras amortecerão a sua consciência e seu coração. Para eles não importa fazer a vontade de Deus, mas apenas acusar e acuar os que a querem fazer para dissuadi-los do caminho de Deus.

 

Mar 3:3  E disse Jesus ao homem que tinha a mão atrofiada: Levanta-te e vem para o meio.

 

Podemos nos julgar, também, espiritualmente impuros para estender a mão para Deus. Mas Jesus não  nos considera assim.

Dizer que tinha a mão seca era como dizer que a tinha morta, necrosada, e, portanto cerimonialmente impura para os judeus. Alguém incapaz de chegar-se a Deus.

Como alguém que carrega em si a própria morte pode estar preparado para ter comunhão com a vida? Não é popular o ditado que diz que "um fruto ruim estraga todo um cesto"?

 Jesus veio para que tivéssemos comunhão perfeita com a vida através dele que é o próprio criador e sustentador da vida, por isso desafiou a hipocrisia dos fariseus e chamou aquele que precisava estender sua mão para Deus a um lugar de destaque, ele não poderia estender sua mão em anonimato. é necessário assumir o chamado de Cristo quando queremos ser salvos, e curados de nossos pecados, por Ele.

 

Mar 3:4  Então lhes perguntou: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida ou matar? Eles, porém, se calaram.

 

Quando estendemos a mão para Cristo não podemos nos calar, pois calar-se perante Ele é viver sem ouvir sua voz. Os fariseus não ouviam a voz de Cristo, sua pergunta só tinha uma resposta correta, mas preferiram calar-se para não acusarem a si mesmos perante a necessidade de arrependimento.

Quantas pessoas não gostam nem de ouvir a Bíblia, pois ela nos chama ao arrependimento? Preferem o mal e a morte para manter seu egoísmo pecaminoso.

 

 

Mar 3:5  E olhando em redor para eles com indignação, condoendo-se da dureza dos seus corações, disse ao homem: Estende a tua mão. Ele estendeu, e lhe foi restabelecida.

 

Quando estendemos a mão para Cristo não devemos nos preocupar com a dureza do coração dos pecadores que nos cercam, tenham eles de que importância for, os fariseus eram importantes política e religiosamente naquela sociedade, provavelmente eram até admirados por muitos. A dureza do coração de outros não deve nos intimidar mas motivar-nos a olhar para Cristo ainda mais, e a estender nossa mão para Ele em busca da cura espiritual.

Quando somos restabelecidos espiritualmente por Cristo somos capazes de fazer coisas que antes éramos incapacitados pelo pecado, somos purificados cerimonialmente, pois Cristo nos coloca em contato com o próprio Pai, encontramos forças para não nos calar perante uma pergunta crucial de Cristo sendo fiéis até a morte se necessário.

 

Mar 3:6  E os fariseus, saindo dali, entraram logo em conselho com os herodianos contra ele, para o matarem.

 

Os fariseus ao perceberem que precisavam posicionar-se quanto à Cristo tomaram sua decisão: eles não iriam estender sua mão para Jesus, mas estendê-la contra Jesus e para isso procuraram ajuda de outros pecadores. Não devemos fazer como os que desejam estender a mão contra Cristo, mas estender nossas mãos para ele, aceitando-0 de coração bem disposto ao arrependimento para que vivamos a fé em Cristo com toda a abundância espiritual, e eventualmente até material, que ele nos promete.