05/04/2008

A Verdadeira Felicidade

“ Feliz é o homem que não se diverte com o que não tem valor para Deus.” Tradução livre da Sunrise Good News Bible Sempre valorizamos o texto que diz que “bem-aventurado é homem que não se assenta na roda dos escarnecedores” que pertence ao versículo 3 do salmo primeiro, mas nem sempre entendemos porque isso é importante. Para alguns a bíblia estaria até se opondo ao ato de divertir-se entre amigos a alguma licença para falar coisas engraçadas ou jogar conversa fora, dizem estes que essa proibição não faz sentido pois a descontração faz bem a vida até mesmo Salomão em seus provérbios diz que “o coração alegre aformoseia o rosto”. A versão em inglês citada no início, que é uma transliteração, embora não seja propícia para um estudo profundo tem sua utilidade devocional, e ela deixa bem claro qual é o tipo de descontração que o servo de Deus não pode ter “divertir-se com o que não tem valor para Deus”. Na roda dos escarnecedores via de regra, divertem-se com o que não tem valor para Deus. O que tem valor para Deus, deve ter valor para seus servos. Qual é a graça em divertir-se com as macacadas de alguém, que bêbado, assume comportamento que o torna ridículo? Deus ama as pessoas, e não tem valor para ele quando alguém é considerado ridículo. Qual é a graça em divertir-se com depravação sexual, usando pessoas e descartando-as sem construir nenhuma estrutura familiar sólida, apenas vivendo como objeto de consumo vivo e descartável? Não tem valor para Deus olhar para as pessoas como instrumento de satisfação pessoal e egoísta, pois ele deseja o melhor para todos e não abre mão de fazer tudo para nos resgatar do pecado. Qual é a graça em rir-se de quem caminha a passos largos para a morte, só porque enquanto está doidão provê algumas gargalhadas? Deus quer dirigir o caminho dos homens para a vida que está em Cristo Jesus. Qual tem sido sua diversão? Com quem você tem andado? Com aqueles que divertem-se com o que é inútil para Deus, ou com bons e verdadeiros amigos que fazem a vontade de Deus e edificam-se mutuamente na igreja de Cristo? Vale a pena refletir sobre isso e, se for o caso, fazer uma mudança radical.