19/03/2008

Responsabilidade Missionária

0820VC0323a.jpg Terra Indígena Tukuna Umariaçu - Criança da área do povo Tikuna. Segundo a Funai, a cocaína está disseminada nas comunidades indígenas da região de Tabatinga (AM), que faz fronteira com a Colômbia Foto: Valter Campanato/ABr Act 1:8 Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra. Índios brasileiros são aliciados pelo tráfico como mulas para transporte de drogas nas regiões fronteiriças com países produtores de narcóticos, foi o que noticiou a Agência Brasil. Mas, o que será que nós como cristãos, temos com isso? Temos com isso que se levássemos mais a sério o poder que Jesus nos deu através do Espírito Santo para pregar o evangelho a todo lugar, estes índios, brasileiros como nós ou até mais, poderiam ser melhor atingidos e prosperar ali a Palavra de Deus e não o narcotráfico. Temos com isso que se déssemos ainda mais importância ao fato de sermos testemunhas de Jesus neste mundo perdido até os confins da terra, enviaríamos mais missionários mesmo às terras onde ninguém quer ir, pois há muitos irmãos com chamada missionária querendo ser enviados mas não vão por falta de ofertas suficientes. O caso triste que ocorre com nossos índios nos faz meditar na promessa de Jesus de recebermos poder pelo Espírito Santo para testemunhar de Cristo ao mundo, e como este mundo precisa desse testemunho! Fazendo alusão a Samaria que era desprezada pelos judeus, enfatizamos que devemos levar a Palavra de Deus onde ninguém quer ir pois a vontade de Deus é maior, mais agradável e perfeita que a nossa vã e limitada visão humana.