01/03/2008

Em quem temos posto nossa confiança?

Mc 6:45-52

Mc 6:45 E logo obrigou os seus discípulos a subir para o barco, e passar adiante, para outra banda, a Betsaida, enquanto ele despedia a multidão. 46 E, tendo-os despedido, foi ao monte orar. 47 E, sobrevindo a tarde, estava o barco no meio do mar e ele sozinho em terra. 48 E vendo que se fatigavam a remar, porque o vento lhes era contrário, perto da quarta vigília da noite aproximou-se deles, andando sobre o mar, e queria passar-lhes adiante, 49 Mas, quando eles o viram andar sobre o mar, cuidaram que era um fantasma, e deram grandes gritos. 50 Porque todos o viam, e pertubaram-se; mas logo falou com eles, e disse-lhes: Tende bom ânimo; sou eu, não temais. 51 E subiu para o barco para estar com eles, e o vento se aquietou; e entre si ficaram muito assombrados e maravilhados; 52 Pois não tinham compreendido o milagre dos pães; antes o seu coração estava endurecido.

Diante das dificuldades neste mundo, em quem temos posto a nossa confiança? Quando tudo parece escurecer ao nosso redor, temos confiado na provisão do Senhor ou achamos que Ele esqueceu-se de nós?

A vida cristã tem dificuldades, como doenças, desempregos, problemas em família, problemas de relacionamentos, etc. O fato de sermos servos de Deus não nos isenta de problemas. O próprio Jesus nos alertou: " No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo "Jo 16:33.

No texto de Mc 6:45-52, base de nossa meditação, podemos perceber claramente que Jesus não nos abandona em meio a dificuldades. Muito pelo contrário, é nos momentos difíceis que Ele se faz mais presente, que Ele se aproxima de nós. Podemos, neste texto, tirar algumas lições para a nossa vida.

Percebemos que os servos de Jesus estavam no meio de uma travessia pequena, cerca de 14 Km. O texto narra que eles estavam cansados, pois se fatigavam (v48) e deviam estar se perguntando: "Onde está Jesus?" mas o Mestre os via (v48). A primeira lição que tiramos é: Jesus está sempre nos vendo, Ele conhece as nossas dificuldades. Jesus viu que seus servos estavam cansados e ainda hoje Jesus continua vendo quando estamos em meio a ventos contrários em nossa vida.

Jesus não ficou parado vendo as coisas acontecerem sem tomar nenhuma atitude, Ele não esperou os seus discípulos entregarem os pontos! Ele se aproximou dos seus discípulos (v48). Eis ai a segunda lição: Jesus se aproxima de nós em nossas dificuldades. Os discípulos viam tudo escuro ao seu redor, Jesus se aproximou deles. O Mestre se aproxima de nós em meio a escuridão desta vida. Quantas vezes parece que tudo está escuro ao nosso redor, mas Jesus está presente. Ele é a luz que ilumina a escuridão.

Os discípulos de Jesus ficaram temerosos, mas Jesus disse: "...Tende bom ânimo, sou eu, não temais" ( v50). Esta afirmação nos leva a terceira lição: Jesus fala ao nosso coração em meio as dificuldadse para nos reanimar.

No texto nós lemos que Jesus sobe no barco e soluciona o problema (v51). Aprendemos a quarta lição: A presença de Jesus ameniza as nossas dificuldades. Ele tem o poder para solucionar o nosso problema e faz com que continuemos a remar no mar da vida.

Precisamos ter fé de que o Senhor nos livra em meio as adversidades, sem duvidar! "...porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte, não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa" (Tg 1:6-7).

Dificuldades são momentâneas. são vencidas pelo poder da cruz. Deus tem sim, todo o poder para mudar toda e qualquer situação. "... o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã" (Sl 30:5).

Portanto conscientes que temos dificuldades, que o SEnhor sempre está nos vendo, que vem ao nosso encontro, que fala ao nosso coração para nos reanimar e que sua presença ameniza as nosas dificuldades. Tenhamos plena confiança em Jesus, socorro bem presente na angústia. Assim conseguiremos singrar os mares da vida, atravessar os vales sombrios tendo sempre em mente que: "O segredo do viver o segredo do vencer é em Cristo confiar e nunca duvidar!"