18/03/2008

Aprendendo a ficar de pé




1Co 10:1-12 Pois não quero, irmãos, que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar; e, na nuvem e no mar, todos foram batizados em Moisés, e todos comeram do mesmo alimento espiritual; e beberam todos da mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os acompanhava; e a pedra era Cristo.
Mas Deus não se agradou da maior parte deles; pelo que foram prostrados no deserto.
Ora, estas coisas nos foram feitas para exemplo, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. Não vos torneis, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar. Nem nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num só dia vinte e três mil. E não tentemos o Senhor, como alguns deles o tentaram, e pereceram pelas serpentes. E não murmureis, como alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor. Ora, tudo isto lhes acontecia como exemplo, e foi escrito para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.
Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia.



Por mais estranho que pareça, é quando as coisas vão bem que nos tornamos mais fracos, quanto mais Deus nos abençoa e estende sua mão sobre nossa vida é que nos tornamos menos gratos. Veja o exemplo do povo de Israel no texto acima.
O povo de Israel tornou-se idólatra, e nós também podemos nos tornar, se sentarmos para comer e beber e folgar no momento em que Deus pede que tenhamos atitudes de louvor e pregação de sua Palavra.
O povo de Israel se prostituiu perante Deus, e nós também o fazemos, quando não valorizamos o nosso conserto com Ele feito através de sangue de Jesus vivendo uma vida que não glorifica a Deus em nossos atos, palavras e pensamentos.
O povo de Israel tentou a Deus, e nós também o tentamos, quando queremos que Deus atenda nossa vontade de qualquer jeito, e na hora que desejamos sem nos submeter a vontade de Deus.
Emfim, o povo de Israel fez muitas coisas que fazemos. Murmurar então? Como murmuramos!
Nesses momentos que fazemos tais coisas a ponto de cair é sinal de falta de exercício espiritual, como ovelhas gordas que caem e ficam prostradas pois não suportam o próprio peso e não viram como era importante o exercício e a alimentação. Apenas alimentar-se não é o suficiente, é necessário exercitar, e no nosso caso devemos exercitar nossa adoração a Deus em Espírito e verdade, nossa fidelidade a Deus e à Sua Palavra, nossa submissão à vontade de Deus.
O exercício é o melhor caminho para aprender a ficar em pé. Esse exercício pode começar com um engatinhar mas deve prosseguir até a estatura do varão perfeito, à semelhança de Cristo, para não cair hoje e levantar-se para a eternidade com Cristo.