23/01/2008

O que fazer quando erramos? Parte 2

Adão e Eva serão nosso exemplo, que não deve ser imitado, de como acusamos o outros para livrar nossa própria pele. Gênesis 3 relata essa história:

Gen 3:1 Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais do campo, que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Gen 3:2 Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, Gen 3:3 mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Gen 3:4 Disse a serpente à mulher: Certamente não morrereis. Gen 3:5 Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal. Gen 3:6 Então, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, comeu, e deu a seu marido, e ele também comeu. Gen 3:7 Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; pelo que coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais. Gen 3:8 E, ouvindo a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim à tardinha, esconderam-se o homem e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. Gen 3:9 Mas chamou o Senhor Deus ao homem, e perguntou-lhe: Onde estás? Gen 3:10 Respondeu-lhe o homem: Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu; e escondi-me. Gen 3:11 Deus perguntou-lhe mais: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Gen 3:12 Ao que respondeu o homem: A mulher que me deste por companheira deu-me a árvore, e eu comi. Gen 3:13 Perguntou o Senhor Deus à mulher: Que é isto que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente enganou-me, e eu comi.

Podemos notar que Eva tinha noção de que cometeria um erro pois ela expõe a proibição de Deus contra o argumento da serpente. Embora o senso comum diga que não seria justo condená-la pois ela não conhecia a gravidade do castigo que a esperava, afinal a morte ainda não existia no mundo e além disso, sem conhecer o bem e o mal não poderia saber de forma plena que ação tomar, há incoerência nesse pensamento em termos de lógica, pois Deus não esperava que o primeiro casal tivesse entendimento pleno do fato, por isso Ele formulou uma ORDEM, que como tal, e por princípio lógico, não precisa ser compreendida totalmente, mas sim ser cumprida. Adão e Eva não foram julgados por sua ignorância, mas por sua desobediência. De fato, o principal componente de nossos erros é a desobediência, seja à lei de Deus, às normas sociais, ou mesmo às leis da natureza. Talvez, como exemplo, um trabalhador rural pouco instruido que faz queimadas, desmatamento e aproveita mal a terra não tem noção de como isso implicará na sua qualidade de vida no futuro, mas sua ignorância não impedirá que ele sofra as consequências de ter violado o meio ambiente. Depois disso, Eva ainda compartilhou sua desobediência com Adão. Compartilhar significa ter parte comum e igualitária em uma atitude. Somos seres sociais e sempre queremos compartilhar nossos atos com outras pessoas, até aqueles dos quais não nos orgulhamos nem que seja apenas para nos sentirmos mais confortáveis. Às vezes a iniciativa é nossa, às vezes do outro, mas se compartilhamos somos igualmente responsáveis. Adão e Eva só entenderam o que acabaram de fazer quando entenderam que compartilhavam essa responsabilidade, e que se seguiriam as consequencias. Todo mundo quer compartilhar vantagens, imagine só: ser igual a Deus! Mas na hora de pagar o preço um colocou a culpa no outro. Não adiantou, Deus é onisciente e sabendo de tudo entregou a cada um o merecido castigo. Mas imediatamente após Deus prepara uma possibilidade de redenção:
Gen 3:14 Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isso, maldita serás tu dentre todos os animais domésticos, e dentre todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. Gen 3:15 Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
A "descendencia da mulher" é o próprio Cristo que venceria o Diabo representado ali pela serpente. Além da desobediência, o grande erro do primeiro casal foi sua covardia em arrepender-se e buscar reconciliação com Deus, porém assim mesmo, Ele viabilizou uma possibilidade de reconciliação através de Jesus. Aprendemos com esse texto que quando erramos não devemos fazer transferência de responsabilidades mas devemos assumi-las e buscar reconciliação com o próximo e com Deus. Peçamos a Deus que ele nos ilumine para que sejamos fortes o suficiente para tal atitude. Amém.