24/09/2007

Comentário de Colossenses Cap. 1.v5

O motivo autêntico, a causa, do amor entre irmãos em Cristo é a Esperança que temos do que nos está reservado no céu. Há uma grande e maravilhosa lógica nessa afirmação de Paulo: só amamos porque temos esperança de algo duradouro e garantido, logo, se não temos esperança em algo eterno, não conhecemos a Deus e portanto não podemos amar em toda a plenitude. O mundo sem Deus não pode amar verdadeiramente pois é destituído de qualquer esperança. Só com Jesus no coração podemos desfrutar e entender o que é amar. É verdade que algumas vezes esquecemos de nossa esperança eterna e negligenciamos em nossos atos de amor, mas, é exatamente por isso que o amor deve respeitar um princípio de mutualidade: quando esfriamos em amar o próximo é porque precisamos receber amor genuínamente cristão. Se fossemos usar um exemplo mais reducionista, poderíamos dizer que amar é manter um sistema funcionando onde cada engrenagem é apoiada pela outra e ao mesmo tempo movimentada devido a essa interrelação. Ouvir a palavra de Deus, no contexto bíblico, significa também entendê-la e aplicá-la à nossa consciência. Penso que esse é um motivo constante para rendermos orações a Deus: que Ele nos dê sabedoria para que possamos avaliar nossa contribuição na "grande rede" de amar e ser amado.